Karl Max: A Ideologia Alemã

Download Karl Max: A Ideologia Alemã, Baixar Karl Max: A Ideologia Alemã, Karl Max: A Ideologia Alemã full, Karl Max: A Ideologia Alemã completo, Karl Max: A Ideologia Alemã grátis

Gênero: Político/Comunista
Ano: 1846
Autor: Karl Marx
Editora: Produção Independente
Título: A Ideologia Alemã
Tamanho: 152 KB
Formato: pdf
Idioma: Português
Páginas: 71
Sinopse:
A Ideologia Alemã (no original alemão: Die Deutsche Ideologie) é o primeiro livro escrito em parceria por Karl Marx e Friedrich Engels (mas não o primeiro a ser publicado em parceria). É considerado como um dos mais importantes livros escritos por estes dois autores e marca uma fase intelectual mais avançada de Marx, além do rompimento do mesmo com o chamado hegelianismo de esquerda. O objetivo fundamental da obra é fazer uma crítica aos "jovens hegelianos", principalmente os filósofos Ludwig Feuerbach, Bruno Bauer e Max Stirner (que dão títulos aos três capítulos do livro), como produtores de uma ideologia alemã conservadora, apesar de se auto-denominarem teóricos revolucionários.

Marx aponta para o fato de que as transformações perpetradas por estes filósofos se encontram somente no plano do pensamento sem nunca terem alcançado a realidade concreta. Isto por que cada um deles, criticando a teoria hegeliana, adotam um aspecto desta para fazer tanto, sem romperem com a falsa noção, segundo Marx, de que é o espírito humano o sujeito da história e não a atividade humana. Assim para tais filósofos, as idéias adquirem autonomia e passam a subjulgar o mundo, devendo o pensador, para transformar a realidade, substituir as idéias reinantes por outras que considere libertadoras e verdadeiras (uma consciência humana para Feuerbach, crítica para Bruno Bauer e egoísta para Max Stirner).

A elaboração do manuscrito foi concluída em 1846, apesar de ainda não possuir uma redação definitiva. De acordo com o que é informado no prefácio do livro Para uma Crítica da Economia Política, não foi possível a imediata publicação de tal material. No entanto, os autores não demonstraram amargura com isso:

"Abandonamos tanto mais prazerosamente o manuscrito à crítica roedora dos ratos, na medida em que havíamos atingido nosso fim principal: ver claro em nós mesmos."

Publicado postumamente e parcialmente ao longo dos anos, chegou totalmente ao público apenas em 1933, simultaneamente lançado em Leipzig e Moscou. No Brasil, houve uma edição integral em dois tomos na década de 1980 mas, no entanto, atualmente existem apenas publicações parciais da obra no referido país. Tais problemas editoriais costumam ser apontados como ponto de origem de diversos desentendimentos entre vários movimentos político-ideológicos existentes no mundo.

Download [Megaupload] ON

Comentar

* Nome, Email, Comentário são obrigatórios